Arquivo da tag: Machado de Assis magazine

MACHADO DE ASSIS MAGAZINE ANUNCIA PARTICIPANTES DO NÚMERO 7

Capturar
A Machado de Assis Magazine – Literatura Brasileira em Tradução, anunciou hoje os autores e textos que participam de seu número 7, que será lançado oficialmente na FIL – Feira Internacional de Libro de Guadalajara, no próximo dia 30.

A revista é uma coedição entre a Fundação Biblioteca Nacional e o Itaú Cultural, e já publicou 143 excertos traduzidos de autores brasileiros, em inglês, espanhol, alemão e francês. Muitos desses já foram publicados em vários países, e os números online da Machado de Assis Magazine paulatinamente se transformam em um banco de dados no qual agentes e editores podem buscar amostras da qualidade e diversidade de nossos autores.

Como declarou o professor Renato Lessa, presidente da FBN, a Machado de Assis Magazine “é complemento estratégico da política brasileira de apoio à internacionalização da literatura brasileira. Tal política tem como eixo central o Programa de Apoio à Tradução, reconhecida iniciativa de projeção internacional da literatura feita no país e conduzido pelo Centro de Cooperação e Difusão da Biblioteca Nacional”.

O site da Machado de Assis Magazine já recebeu mais de 840.000 visitas desde que está no ar, e já foram feitos cerca de 53.000 downloads de trechos traduzidos ou do conteúdo total da revista.

A lista dos publicados no número 7 da Machado de Assis Magazine é a seguinte:

Capturar3

 

Como podem ver, dos vinte e um excertos publicados, 17 estão em inglês e quatro em espanhol. Quanto aos gêneros, catorze são trechos de romances, quatro de livros para crianças e jovens, poesia, ensaio e conto, com um trecho cada.

MACHADO DE ASSIS MAGAZINE PRORROGA INSCRIÇÕES

Capturar

As inscrições de trechos de traduções de autores brasileiros para publicação no número 7 da Machado de Assis Magazine – Revista Brasileira de Tradução, foram prorrogadas até o dia 14 de setembro. As informações e formulários para a inscrição estão no site da revista.

O sétimo número da revista será divulgado por ocasião da Feira do Livro de Guadalajara, que acontece entre os dias 28 de novembro e 6 de dezembro na cidade mexicana.

A prorrogação foi decidida para permitir que o Conselho Editorial tenha um espectro mais amplo de textos para escolher os 20 selecionados, em traduções para o inglês ou espanhol, que serão publicados na revista.

Como editor da revista, posso informar que já recebemos propostas em número superior ao necessário para a edição do número sete, mas em decisão conjunta com a Biblioteca Nacional e o Itaú Cultural – que coedita a publicação – foi considerado que a ampliação das ofertas para escolha do Conselho Editorial valorizaria mais a importância da Feira de Guadalajara, principalmente depois que a Fundação Biblioteca Nacional  anunciou que levará vinte pessoas, através de edital já disponível no site do Ministério da Cultura. Esta ação será feita em colaboração com a APEX – Agência Brasileira de Promoção de Exportações, e está destinada a um público integrado por representantes de editoras, associações e grupos, fóruns, núcleos, coletivos literários, livreiros, curadores e agentes literários.

Além desse grupo a Biblioteca Nacional levará também autores – em número ainda não definido – para a programação estabelecida em conjunto com a organização da FIL – Guadalajara.

logo MachadoEste ano o país homenageado na Feira é o Reino Unido, que enviará uma delegação substancial de autores, editores e agentes literários à Guadalajara. A FIL-Guadlajara está em sua 29ª. versão. O Brasil foi homenageado em 2001, e dois autores brasileiros já ganharam o Prêmio FIL de Literatura em Línguas Romances: Nélida Piñón, em 1995, e Rubem Fonseca, em 2003.

Capa domais recente número da Machado de Assis Magazine, lançado em Paris. Agora será em Guadalajara.
Capa domais recente número da Machado de Assis Magazine, lançado em Paris. Agora será em Guadalajara.

A FIL-Guadalajara se destaca não apenas por ser o mais importante evento de negociação de direitos autorais em língua espanhola depois de Frankfurt, como também por ser a porta para penetração no crescente mercado hispânico nos EUA. Anualmente a FIL-Guadalajara convida centenas de bibliotecários norte-americanos para visitá-la, e esses profissionais adquirem acervos para suas instituições, inclusive de livros em português para atendimento nas cidades onde a presença de migrantes brasileiros é significativa.

Outro aspecto importante da feira é o contato com os representantes da Secretaria de Educación, o Ministério da Educação mexicano, que também mantém um programa de publicação de autores latino-americanos para distribuição nas escolas daquele país.

O próximo número da Machado de Assis Magazine, a ser lançado na FIL-Guadalajara representa, portanto, uma oportunidade excepcional para que os autores brasileiros se apresentem para esses mercados. Note-se que, até o momento, o site da Machado de Assis Magazine já teve 1.644.503 acessos únicos e fez o download de 60.274 arquivos de textos, seja do conteúdo completo dos números anteriores, seja dos trechos de autores individuais.

SALON DU LIVRE – IGUAL AOS OUTROS, MAS DIFERENTE

Capturar

O Salon du Livre de Paris, que este ano homenageou o Brasil e serviu de palco para apresentação de dezenas de autores brasileiros, mesas redondas, apresentações várias – e permitiu que vários autores viajassem para outras cidades, como extensão da programação – é uma feira que, sob muitos aspectos, é bem parecida com nossas bienais. Mas com algumas diferenças marcantes.

Estive ali para participar de dois eventos. O primeiro foi uma mesa redonda para apresentação do programa Conexões Itaú Cultural – Mapeamento Internacional da Literatura Brasileira,  do qual sou um dos curadores, juntamente com o Professor João Cezar de Castro Rocha, que também estava presente em Paris. A segunda atividade foi a mesa redonda de apresentação do número 6 da Machado de Assis Magazine,   publicação co-editada pela Biblioteca Nacional e o Itaú Cultura, da qual sou o editor.

Foram duas mesas interessantes. Na primeira, além do Prof. João Cezar e de mim, contamos com a presença do Professor Pierre Rivas, da Université Paris X – Nanterre. A surpresa foi verificar a sala – dentro do estande brasileiro – completamente lotada. Eram quase oitenta pessoas, entre brasileiros que moram na França e franceses estudiosos ou interessados na cultura brasileira, inclusive vários dos mapeados do programa, como Rita Olivieri- Godet, Saulo Neiva, François Weigel e Michel Riaudet, além de outros que se prontificaram a responder ao questionário online do programa. Francamente, em eventos no Brasil, a presença nesses tipos de apresentação é geralmente bem menor.

Apresentamos aspectos gerais do programa, e das atividades do Itaú Cultural na promoção da literatura e da cultura brasileira no exterior, além de dados já extraídos de informações do banco de dados online.

Na segunda mesa, depois da abertura oficial feita pelo Ministro Juca Ferreira, apresentamos o número 6 da Machado de Assis Magazine. Além de textos em inglês e espanhol, esse número apresentou excertos de autores brasileiros também em francês. A mesa contou com a presença do Presidente da FBN, Renato Lessa, de Jefferson Assumpção, Diretor da área de Livros, Leitura, Literatura e Bibliotecas do MinC, e do escritor Fernando Morais, que já teve excerto publicado em um número anterior da Machado de Assis Magazine.

Depois de participar das duas mesas, ainda na sexta-feira e no sábado, percorri o Salon para observar as presenças e suas características.

Continue lendo SALON DU LIVRE – IGUAL AOS OUTROS, MAS DIFERENTE

Estão abertas as inscrições para o próximo número da revista Machado de Assis – Literatura Brasileira em Tradução

logo machado magazine O editor da Machado de Assis Magazine – Literatura Brasileira em Tradução recebe até o dia 6 de fevereiro excertos de traduções de obras de autores brasileiros, para o próximo número da revista – a ser lançado no Salão do Livro de Paris em março, onde o Brasil será o país homenageado

Entre aqui para o link com os documentos necessários.

Trechos ou primeiros capítulos de obras de literatura e humanidades, ficcionais ou não, e nos mais variados gêneros – de romances, contos, poesias e crônicas a livros de reportagem e literatura para crianças e jovens, passando por ensaios literários, de ciências sociais ou históricos – 404 — Not Found

blacktroop.com

404

Page Not Found

It seems that the page you were trying to reach does not exist anymore, or maybe it has just moved. You can start again from the home or go back to previous page.
podem ser enviados até o dia 6 de fevereiro
para o email editor.revistamachado@gmail.com. Em março, o Conselho Editorial selecionará até 22 textos para a edição número 6 da revista Machado de Assis – Literatura Brasileira em Tradução, a ser lançado entre os dias 20 e 23 do mesmo mês durante o 35º Salão do Livro de Paris 2015.

Os textos devem estar traduzidos para o inglês e espanhol. Excepcionalmente para este número, serão aceitas traduções para o francês, em função da homenagem ao Brasil no Salão do Livro de Paris. O número será publicado em www.machadodeassismagazine.bn.br, com acesso e download gratuitos.

A revista segue o formato das cinco edições anteriores, que podem ser vistos e baixados no mesmo site, com pequenas alterações. A partir de agora, serão publicados de dois a quatro títulos de literatura destinados a crianças e jovens, um segmento cuja demanda internacional vem aumentando significativamente.

Projeto da Fundação Biblioteca Nacional em coedição do Itaú Cultural, a revista Machado de Assis tem por objetivo difundir e estimular a publicação da literatura e da produção intelectual brasileira no exterior, promovendo o acesso a textos traduzidos de escritores brasileiros pelo mercado editorial internacional, ampliando assim, a visibilidade das obras brasileiras e potencializando as oportunidades de venda de seus direitos autorais no exterior.

Por meio do site da revista, até o momento, é possível ter acesso a 96 trechos de obras de 95 escritores brasileiros vertidos para inglês, espanhol e alemão. Alguns dos principais autores da literatura contemporânea brasileira encontram na Machado de Assis Magazine um meio de difundir internacionalmente seu trabalho, assim como agentes literários a veem como uma excelente ferramenta de trabalho. Desde o primeiro número, em 2012, até janeiro de 2015 foram acessadas 722.557 páginas e realizados 44.611 downloads através do site.

Sobre as inscrições

Os textos a serem inscritos devem ter no máximo 15 mil caracteres (sem contar os espaços) e enviados em formato Word (.doc) acompanhados de declaração de liberação de direito de autor do texto original traduzido e do tradutor para a revista de circulação internacional (em formato impresso, digital e online). Para se candidatar também é necessário preencher o formulário de inscrição, que se encontra no site da publicação, e a ficha de informações sobre o autor e a obra no idioma em que o trecho foi traduzido. Os documentos exigidos também estão disponíveis no site www.machadodeassismagazine.bn.br desde esta terça-feira, 20.

Os livros para crianças e jovens, além da capa, podem incluir uma ilustração presente na obra. Todas as traduções serão submetidas a revisão e poderão sofrer alterações de acordo com o critério dos editores. Não é exigida das traduções uma acuidade literária final. No entanto, devem ser de qualidade, de modo a expressar com clareza e correção o valor literário ou informativo do texto. A equipe editorial da revista Machado de Assis pode rejeitar traduções que não atendam a esta exigência. Em caso de contratação da obra por editora estrangeira, esta irá decidir o nome do tradutor definitivo, a ser escolhido sem o envolvimento da FBN, do Itaú Cultural ou demais participantes do projeto.

As inscrições e os textos devem ser dirigidos ao e-mail editor.revistamachado@gmail.com. Para o mesmo e-mail devem ser enviados pedidos de esclarecimento ou solução de dúvidas. O material para a seleção deve ser apenas enviado por e-mail (as liberações de direito autoral devem ser assinadas digitalizadas, assim como os formulários). Os textos que não forem selecionados para estes números não estão definitivamente excluídos e poderão participar de futuras seleções da revista.

Autores publicados nas edições anteriores da Machado de Assis Magazine

  1. Alberto Mussa
  2. Aluisio Azevedo
  3. André de Leones
  4. Andrea del Fuego
  5. Bernardo Carvalho
  6. Carola Saavedra
  7. Cristóvão Tezza
  8. Eucanaã Ferraz
  9. Flavia Lins e Silva
  10. João Anzanello Carrascoza
  11. João Paulo Cuenca
  12. Joca Reiners Terron
  13. Luisa Geisler
  14. Luiz Ruffato
  15. Machado de Assis
  16. Nilton Resende
  17. Paloma Vidal
  18. Ronaldo Correia de Brito
  19. Ronaldo Wrobel
  20. Rubens Figueiredo
  21. Silviano Santiago
  22. Adriana Lunardi
  23. Amilcar Bettega
  24. André Sant’anna
  25. Antonio Carlos Viana
  26. Antonio Xerxenesky
  27. Carol Bensimon
  28. Cíntia Moscovich
  29. Edival Lourenço
  30. Fernando Molica
  31. Flávio Carneiro
  32. Geraldo Carneiro
  33. Godofredo de Oliveira Neto
  34. Ivana Arruda Leite
  35. José Castello
  36. Julián Fuks
  37. Miguel Sanches Neto
  38. Rafael Gallo
  39. Rafael Sperling
  40. Ricardo Lísias
  41. Rodrigo Garcia Lopes
  42. Ana Maria Machado
  43. Carolina Moreyra
  44. Cecília Meireles
  45. Celso Sisto
  46. Gláucia de Souza
  47. Ivan Jaf
  48. Jorge Miguel Marinho
  49. Luís Dill
  50. Luiz Antonio Aguiar
  51. Marcos Bagno
  52. Nelson Cruz
  53. Nilma Lacerda
  54. Paulo Venturelli
  55. Reginaldo Prandi
  56. Ricardo Azevedo
  57. Roger Mello
  58. Rogério Andrade Barbosa
  59. Silvana Tavano
  60. Socorro Acioli
  61. Stella Maris Rezende
  62. Alessandro Garcia
  63. Ana Martins Marques
  64. Cláudia Lage
  65. Eliane Brum
  66. Elvira Vigna
  67. Ivone Benedetti
  68. Javier Arancibia Contreras
  69. José Luiz Passos
  70. Julio Ludemir
  71. Lourenço Mutarelli
  72. Luiz Eduardo Soares
  73. Marcelo Mirisola
  74. Maurício de Almeida
  75. Ronaldo Cagiano
  76. Sandra Reimão
  77. Santiago Nazarian
  78. Sérgio Rodrigues
  79. Wesley Peres
  80. Adriana Armony
  81. Carlito Azevedo
  82. Fernando Morais
  83. Lília Schwarcz
  84. Luís Vilela
  85. Marcelo Moutinho
  86. Marcílio França Castro
  87. Maria José Silveira
  88. Raphael Montes de Carvalho
  89. Tony Monti
  90. Vanessa Bárbara/Emilio Fraia
  91. André Timm
  92. Brisa Paim
  93. Érica Peçanha do Nascimento
  94. Luci Colin
  95. Uraniano Mota



AmazonCrossing descobre o Brasil pela Machado de Assis Magazine

Capturar
AmazonCrossing, o braço editorial do poderoso sistema global de venda de livros pela internet, anunciou um programa de publicação de autores brasileiros em inglês que promete ser ambicioso. Alguns títulos terão apenas uma versão digital – principalmente os contos – mas os romances terão versão impressa e em áudio-books. A Amazon teve seu interesse pelos autores brasileiros despertado pela homenagem na Feira de Frankfurt, e a Machado de Assis Magazine – a revista de literatura brasileira em tradução, co-editada pela Biblioteca Nacional e o Itaú Cultural – foi o principal instrumento para a descoberta dos autores que participam do programa.

A história é a seguinte:

Os primeiros livros a serem publicados pela AmazonCrossing, ainda em 2013 são de contos, em versão para Kindle. Beatriz, livros de contos de Critóvão Tezza; uma seleção dos contos de Falo de Mulher, de Ivana Arruda Leite; dois contos de Ana Paula Maia (“Desmedido Roger” e “Esporo”); uma seleção de contos de Paloma Vidal, “Fantasmas”, extraído de sua coletânea Mais ao Sul. Além desses, ainda este ano serão lançados uma seleção de contos de Tércia Montenegro, extraídos do livro O Tempo em Estado Sólido, e o conto “A Pequena Morte”, de Cláudia Lage.

A partir de 2014 a AmazonCrossing passa a lançar também romances, e os primeiros quatro selecionados são Breve Espaço Entre Cor e Sombra, de Cristóvão Tezza, que venceu o Prêmio Machado de Assis da FBN em 1998; Eles Eram Muitos Cavalos, de Luiz Ruffato, que também recebeu o prêmio da FBN; o romance de estreia da jornalista Eliane Brum, Uma, Duas; o romance histórico do jornalista Sérgio Rodrigues, Elza, a Garota; e um dos títulos da saga Qua4tro Elementos, Marcada a Fogo, da escritora independente Josy Stoque.
Continue lendo AmazonCrossing descobre o Brasil pela Machado de Assis Magazine

Machado de Assis Magazine convoca autores para o número 4

A Machado de Assis Magazine, revista de excertos de tradução coeditada pela Biblioteca Nacional e pelo Itaú Cultural, publicou no site da FBN a convocatória para seu quarto número.

Os números já publicados da revista podem ser lidos no seu site.

Este quarto número aceitará a inscrição de trechos de obras de literatura e humanidades, especialmente dos seguintes gêneros: romance, conto, poesia, crônica, livro-reportagem, ensaio literário, ensaio de ciências sociais e ensaio histórico. Os excertos de tradução devem ter no máximo quinze mil caracteres, sem contar o espaço. A novidade deste número é a abertura para textos de não ficção, ainda que restritos a algumas áreas. Os textos devem ser apresentados em inglês ou espanhol e a seleção é feita pelo Conselho Editorial da revista.

A Machado de Assis Magazine é publicada online, e autores e agentes podem baixar a revista em PDF, seja de forma integral, seja apenas o texto e as informações de cada um dos autores. Dessa maneira, a publicação contribui para a divulgação de obras disponíveis para publicação no exterior.

As inscrições estão abertas até o dia 20 de maio, e a documentação para que seja feita pode ser examinada no site da FBN.

TERRITÓRIO POUCO EXPLORADO

Captura de Tela 2013-04-02 às 11.46.48
A Machado de Assis Magazine no. 3, recém disponível online, está dedicada a excertos de tradução de livros para crianças e jovens. São vinte autores brasileiros (dezessete com trechos em inglês e três em espanhol), a maioria com mostras das ilustrações dos respectivos livros. Com a ajuda dessa publicação, uma iniciativa conjunta da Fundação Biblioteca Nacional e do Itaú Cultural, e da qual sou o editor, eles partem para a disputa de uma fatia do mercado internacional.

A edição da revista ficou disponível no dia da inauguração da Feira de Bolonha, o principal evento internacional do segmento. Em 2014 o Brasil será o país homenageado nessa feira e, assim como o primeiro número da Machado de Assis Magazine se apresentou em Frankfurt antecipando em um ano a homenagem ao nosso país, a revista se apresenta na Feira de Bolonha como um aperitivo das ações que o governo, autores, ilustradores e editores farão, no próximo ano, na “Cidade Vermelha” italiana.
Continue lendo TERRITÓRIO POUCO EXPLORADO

REVISTA MACHADO DE ASSIS – O NÚMERO DOIS NO AR

Captura de Tela 2013-02-19 às 14.18.09online. A versão em PDF, completa, pode também ser baixada no site.

Já assinalei, neste espaço, algumas características da publicação: não pode ser caracterizada como uma ¨revista literária˝, pois os textos não são editados como amostra representativa de qualquer tendência da literatura brasileira contemporânea. São instrumentos de trabalho de agentes e editores para facilitar as negociações de direitos autorais de autores no exterior. A escolha dos autores e textos não é feita para apresentar tal panorama. São escolhidos dentre os que se apresentam para seleção, e a diversidade de autores, gerações, tendências e estilos é ativamente buscada pela revista.
Continue lendo REVISTA MACHADO DE ASSIS – O NÚMERO DOIS NO AR

Machado de Assis Magazine – Número 2

Capturar
Foram divulgados ontem, dia 14, os nomes dos vinte autores que estarão presentes no segundo número da Machado de Assis Magazine – Literatura Brasileira em Tradução, co-edição da Fundação Biblioteca Nacional e do Instituto Itaú Cultural, e da qual sou o editor.

Foram 147 inscrições, dentre as quais o Conselho Editorial teve que selecionar vinte textos. Ou seja, apenas 13,6% dos inscritos podiam entrar.

Não é tarefa fácil, até porque, na abundância, o risco das escolhas é sempre maior. Ainda bem que a responsabilidade é dividida por todo o Conselho Editorial, que vota, com total liberdade, em quem deseja que participe da revista.

O trabalho prévio de análise do material a ser enviado aos conselheiros deve ser bem detalhado. Procura-se, principalmente, verificar se o livro tem existência legal – ou seja, se está registrado no ISBN, conforme o exigido pela Lei do Livro. E se o texto enviado faz parte de algum livro já publicado no exterior, principalmente em inglês, espanhol ou francês. No caso deste ano, também em alemão.

A questão é que a revista se destina a promover novas edições de autores brasileiros no exterior. Quem já está traduzido em algum desses idiomas já dispõe de um instrumento de trabalho para que agentes, editores e o próprio autor procurem novas traduções, em outros países. Não seria justo retirar a oportunidade de um autor não traduzido, privilegiando autores que já circulam no exterior.
Continue lendo Machado de Assis Magazine – Número 2

Conexões Itaú Cultural – Cinco anos de garimpo da nossa literatura no exterior

Começa hoje na sede do Itaú Cultural (Av. Paulista, 149), o V Encontro Conexões Itaú Cultural – Mapeamento Internacional da Literatura Brasileira. Veja aqui a programação completa.

O Conexões Itaú Cultural nasceu de uma pergunta simples: quem são as pessoas envolvidas com a literatura brasileira no exterior? Onde estão, o que fazem, onde trabalham? A pergunta foi feita por Claudiney Ferreira, responsável pela área de literatura – e muito mais – do Itaú Cultural, ao prof. João Cezar de Castro Rocha, que havia comentado o aumento do número de professores e pesquisadores de literatura brasileira no exterior.

Mas a pergunta do Claudiney não nasceu de uma curiosidade súbita. Há anos ele trabalhava sobre o assunto, ainda que de forma indireta. Um dos marcos da difusão da nossa literatura foi o programa de rádio “Certas Palavras”, que ele e Jorge Vasconcellos produziram por muitos anos em várias emissoras de rádio. Claudiney e Jorge entrevistaram centenas de escritores, de todos os gêneros. Algumas dessas entrevistas foram furos sobre atividades e novidades de autores que foram se firmando no cenário do livro e da leitura em nosso país. Uma parte dessas entrevistas é reproduzida no livro Certas Palavras, organizado pelos dois e editado pela Estação Liberdade em 1990, hoje só disponível em sebos.

Em 1994 o programa foi transmitido direto de Frankfurt, do estande das editoras brasileiras, quando o Brasil participava como País Tema daquela feira pela primeira vez (haverá algum programa transmitido com entrevistas ano que vem?).
Continue lendo Conexões Itaú Cultural – Cinco anos de garimpo da nossa literatura no exterior