MARCO ZERO – APROPRIAÇÕES SEM RECONHECIMENTO

Perder o controle da Marco Zero, editora que fundamos – Maria José Silveira, Márcio Souza e eu – é um trauma de difícil recuperação. Fomos obrigados a sair da sociedade pelos sócios majoritários que conseguimos no meio do caminho e que, depois de sairmos, enterraram a editora. Hoje, o selo só existe para publicar alguns títulos de aluguel e alguns dos livros de cozinha que havíamos lançado.

É da vida. Paciência.

Mas quando alguém passa informações erradas sobre títulos que publicamos, aí eu fervo.

No PublishNews de hoje havia uma nota sobre o lançamento de um novo romance do Peter Schneider, “Berlim, agora – a cidade depois do muro”, dizendo que seu primeiro romance, “Os Saltadores do Muro”, nunca havia sido publicado em português.

Bem, mandei um e-mail para o PN, alertando para o equívoco, e o editor retirou essa última observação

Mas, no site da Rocco, a editora, é o que está:

schneider

Dupla desinformação. O título original do romance, em alemão é Der Mauerspringer. Se é para colocar informações sobre o título original, é sempre bom ir além da edição em inglês da Wikipedia… Dizer que o original do romance é “The Wall Jumper” não é legal.

Mas o pior é que “Os Saltadores do Muro” já foi publicado aqui no Brasil, pela Marco Zero, ainda nos anos 1980. Só para informação:

saltadores do muro058 (2015_01_15 01_29_24 UTC)

Até na Estante Virtual existem exemplares à venda:

estante saltadores

Para os que desejarem saber mais um pouco sobre a editora, já publiquei dois posts aqui no O Xis do Problema: Marco Zero – Ladeira da Memória  e Marco Zero – Ladeira da Memória II.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.