Frankfurt – ices 2 – O Pavilhão do Brasil estava bonito

Minha primeira impressão, no dia da inauguração, não foi muito boa. Era necessário entrar pelo lado, por uma porta (uma de cada lado, certo). E na minha cabeça uma exposição sobre o Brasil deveria estar escancarada desde o começo;

Quando voltei para visitar com mais detalhe, vi que o conceito estava funcionando. As “ilhas” boladas pela Daniela Thomas mostravam diferentes aproximações ao país. Havia pessoas lendo. A seção dos totens com personagens da literatura brasileira ficou bem bolada.

Eram totens com nomes de alguns dos personagens de livros formados por pilhas de impressos que apresentavam o livro, o personagem e um pequeno trecho da obra. Olhem o Policarpo Quaresma (infelizmente não consegui escanear a página inteira, pelo formato, mas dá para ver o conteúdo):

Texto do totem do Policarpo Quaresma
Texto do totem do Policarpo Quaresma

E outras fotos de totens:
Emília 20131012_150503_Small
20131012_150442_Small 20131012_150539_Small

Os painéis sobre as várias facetas do país, com colagem de textos em uma face e, atrás, projeção de um filme/documentário, sempre baseados em textos literários: Metrópole, subúrbio, sertão, floresta, mar e terra também ficaram bonitos.

20131012_150800_Small

As redes onde as pessoas escutavam arquivos sonoros:

20131012_151341_Small

As tais “bicicletas” que faziam projetar documentários sobre vários aspectos da vida nacional. Nem sei se funcionavam só com a pedalada, mas todo mundo estava pedalando…

20131012_151444_Small

Tinha até gente lendo…

20131012_151924_Small

E, desculpem todos, mas não consegui manipular as fotos para evitar as distorções. Quando aprender, conserto…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.