Penguin (USA) adere à Expresso Book Machine

Em 19 de setembro do ano passado publiquei um post sobre a Espresso Book Machine, uma máquina que produz, em cinco minutos, um exemplar dos títulos que estiverem em seu arquivo.

O site Publishers Lunch Deluxe (link para assinantes) publica hoje notícia de que a Penguin está disponibilizando seu catálogo para a máquina de fazer livros.

O Vice-Presidente Excecutivo de operações de negócios da Penguin, Doug Whiteman, fez o anúncio dizendo que a empresa “sempre busca novas maneiras de levar nossos escritores para os leitores, e os livros sob demanda nos proporciona outro canal para melhorar ainda mais essa missão. Agradecemos pela oportunidade de ampliar o modo como servimos os livreiros, nossos autores e leitores”.

No post original eu havia assinalado que uma das deficiências da Espresso Book Machine, na ocasião, era ainda a ausência dos títulos das editoras importantes, embora os autores independentes fizessem bom uso do sistema.

Agora, com a adesão da Penguin (e a Random House seguirá, com certeza), o panorama começa a mudar. Não sei se os livros da Companhia das Letras vão aparecer por lá…

Infelizmente o e-mail que mandei para os fabricantes da Espresso Book Machine sobre suas intenções a respeito do Brasil continua sem resposta.

Livreiros inteligentes e espertos, à ação…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.